O que é a dor facetária ou artrose da articulação das facetas?

A artrose da Articulação facetária (dor facetária) é uma das causas comuns de dores na parte inferior das costas e no pescoço em adultos.

A dor facetária é uma patologia em que as pequenas articulações, chamadas facetas, localizadas na parte de trás da coluna vertebral, estas facetas quando apresentam artrose se tornam dolorosas, semelhante à dor causada pela artrose no joelho ou nos quadris.

As articulações conectam os ossos que se alinham para formar a coluna vertebral. Articulações saudáveis deslizam livremente e permitem o movimento. O processo natural de envelhecimento, lesões, artrite e certas condições da coluna podem mudar a maneira com que as articulações facetarias se movem e levam a dor e ao movimento restrito. Tais sintomas são conhecidos como síndrome da articulação facetaria.

A artrite da articulação facetária é também conhecida como artropatia facetária, ou espondilose.

Para a maioria das pessoas, os sintomas da síndrome da articulação facetaria são aliviados com medicamentos e fisioterapia.

Para proporcionar resultados mais duradouros, pode ser utilizado o seguinte procedimento: a neurotomia por radiofrequência (rizotomia por radiofrequência), utiliza o calor para ‘”desligar” um nervo e impedi-lo de captar sinais de dor.

>>> Diferenças entre hérnia e protrusão de disco >>>

artrose facetária

Como se desenvolve a Artrose da Articulação das Facetas

Cada articulação da faceta está revestida com uma cartilagem e com o tempo há desgaste cartilaginoso.

Como resultado, a articulação poderá apresentar inflamação e desenvolver osteófitos, ampliando a articulação. Isto é também chamado de hipertrofia conjunta da faceta.

São vários os fatores que podem estar relacionados a estas alterações articulares, mas geralmente a etiologia está relacionada a qualquer estímulo que incida pressão sobre a articulação facetaria ao longo do tempo, veja alguns exemplos destes estímulos:

  • Trabalho manual repetitivo e com sobrecarga;
  • Obesidade;
  • Falta de exercício físico regular;
  • Falta de condicionamento físico.

Fatores genéticos também podem influenciar mesmo na ausência destes fatores externos.

Quais são as opções de tratamentos para a dor facetária

A maioria das pessoas com síndrome da articulação facetaria conseguem alívio dos sintomas com medicação, modificação de atividades diárias e fisioterapia.

Medicamentos anti-inflamatórios não esteroides que não precisam de receita podem ajudar a reduzir a dor e inchaço. O seu médico pode prescrever medicação para a dor ou relaxante muscular.

Você poderá ser encaminhado à fisioterapia e acupuntura com a finalidade de reeducação postural tanto para ficar em pé, andar ou realizando outras atividades. Você pode aprender novas maneiras de realizar atividades, tais como levantamento, para reduzir a quantidade de estresse nas suas costas. Os exercícios fisioterápicos podem ajudar a aumentar a força e flexibilidade.

A neurotomia de radiofreqüência usa o calor para criar uma lesão no nervo que prejudica a sua capacidade de enviar sinais de dor. A dor não é sentida porque o nervo é ‘desligado’. Geralmente leva de três a quatro semanas para os nervos tratados morrerem completamente. Durante este período, o seu pescoço ou as costas podem ficar fragilizados. Você pode experimentar dor até que os nervos estejam totalmente desativados.

A neurotomia de radiofreqüência para a síndrome da articulação facetária fornece tipicamente alívio dos sintomas por cerca de um ano. A fisioterapia pode ajudar a recuperar força e flexibilidade para que você possa retomar suas atividades favoritas. Se você sentir dor novamente, o tratamento pode ser repetido.

Descrição dos tratamentos aqui >

Compartilhe a informação
Coluna-Brasília
Coluna-Brasília

Clínica Salus Ortopedia, Fisioterapia e Acupuntura em Brasília-DF, atua principalmente no tratamento da dor e afecções da coluna. Preconizamos o tratamento conservador e medidas sem cirurgia com enfoque na reabilitação muscular e postural, através de protocolos exclusivos. Temos médicos e fisioterapeutas especialistas.

No Comments

Escreva uma Mensagem ou Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *